ZendoBrasil

O budismo apareceu na minha vida de uma forma bem sutil, por meio de algumas leituras sobre meditação. Fui me interessando e logo tive a primeira experiência com meditação, em um templo chinês com o qual não me identifiquei muito à época. Ainda buscando mais informações que pudessem esclarecer melhor minhas dúvidas e pensamentos, um dia em casa, me pego assistindo a uma palestra da sensei Coen, nossa mestra aqui na sanga. Em poucas palavras, ela desperta no meu coração a paixão e um entendimento maior sobre o zenbudismo. Daí pra frente, me aprofundei nas práticas e logo me tornei membro, porque tinha certeza que ali era um lugar em que queria estar sempre.

No início do ano, acabei perdendo o prazo para a inscrição do curso que a nossa comunidade oferece de introdução ao zenbudismo. Então, logo antes de sair de férias, fiz a minha inscrição e, quando retorno, em agosto, vou ao primeiro encontro do curso. Questionamentos, dúvidas, anseios, reflexões. Vou percebendo, no depoimento de cada um, que tudo isso é um reflexo de mim mesmo. O primeiro dia foi tão intenso que volto, para um segundo dia de aula, decidido a registrar esses encontros através de desenhos, desenhos que me ajudam a refletir e também a entrar em camadas mais profundas da minha própria mente. Os desenhos aqui expostos mostram uma das três joias do budismo que é a sanga. A importância que a sanga tem e a força que ela representa para nos ajudar a sair de lugares dos quais não conseguimos sair sozinhos, e avançar no caminho que nunca para, incessante transformar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s