Serviços em educação

Como Trabalhamos:

O grupo de estudos Eu Não Sei Desenhar oferece vários formatos de vivências:


– Vivências abertas e gratuitas: que acontecem a cada 15 dias, sempre em um lugar e horário diferentes, na cidade de São Paulo e em outros estados do Brasil também.

– Vivências para grupos fechados de pré-vestibular em artes:
Encontro em lugares abertos, como parques, praças ou bibliotecas e faculdades ( até 10 pessoas )
Valor sob consulta

– Vivências individuais semanais:
Valor sob consulta

 – Vivências para estimular o desenvolvimento e tratamento de pacientes: asilos, creches, centros de reabilitações, centros de detenção.
Valor sob consulta

– Acompanhamento de projetos e estudos através do desenho registro para palestras, debates, projetos a longo prazo, TCCs.
Valor sob consulta

– Vivências em eventos, como forma de interação e entretenimento.
Valor sob consulta

Benefícios:
As vivências têm como intenção reativar, no participante, umas das suas habilidades naturais que é o desenho. Os benefícios de manter essa prática são inúmeros, mas os mais importantes são:

 – Reconhecer, através do desenho, as dualidades da mente que afetam o resultado final de quem busca encarar a arte como trabalho e fonte de renda, fazendo com que através das atividades incomuns propostas, as pessoas passem a reconhecer e valorizar o seu próprio trabalho.

– O desenho como terapia ocupacional destinado a uma aprendizagem. Aprendizagem no verdadeiro sentido de mudança de comportamento, envolvendo, para isto, a pessoa em toda a sua complexidade de ser livre para a atuação e inteligente para a descoberta dos problemas internos.